Filipe, Medina e Caio na casa dos 9 em Portugal

medina_24-10

Gabriel Medina (BRA) – Imagem WSL/Poullenot

 


Surpresas e confirmações. Foi um domingo intenso na penúltima etapa do Circuito Mundial de Surfe em Supertubos, Peniche, Portugal. Com a realização de 5 baterias da fase de repescagem, todo o round 3 e duas baterias da quarta rodada muita gente caiu na água e ficou, e muita gente disse adeus às ondas e à etapa.

Mas antes vamos falar dos destaques. Filipe Toledo passou como um foguete pelos rounds 3 e 4. É o primeiro brasileiro com vaga garantida nas quartas de final e como e se tudo isso fosse pouco fez uma onda absurda nota 9.77  (round 4).

Caio Ibelli e Gabriel Medina quase mataram a torcida brasileira num confronto emocionante pelo round 3. Enquanto Caio entubou pra 9.77, Gabriel virou a bateria com um 9.55 e se classificou. Bateria linda de ver entre os dois surfistas do Brasil.

Filipe, Ítalo Ferreira e Gabriel são o time nacional que permanece na disputa em Portugal. Miguel Pupo e Jadson André não tiveram sorte no round 2. Adriano de Souza (vice-líder do circuito) foi barrado pelo surfista português Vasco Ribeiro. E para deixar ainda mais emoção para a decisão do circuito no Havaí (última etapa), aconteceu o mesmo com o líder Mick Fanning. O australiano sucumbiu diante de outro português, Frederico Morais.

O surfista local que entrou como convidado no evento e está vencendo uma bateria atrás da outra parecia não acreditar no que ele mesmo está fazendo…

“É incrível vencer, e vencer novamente com boas notas ainda mais contra Mick Fanning. É um grande resultado, um grande sentimento… eu estou em choque!”

Fanning também demonstrou surpresa…

“Eu tentei fazer o meu melhor mas infelizmente não foi o suficiente!”

E até Kelly Slater, que esperava aproveitar uma ondulação melhor em Portugal, se despediu mais cedo de Supertubos. O 11 vezes campeão do mundo disse que, como sua bateria foi a terceira do dia e ele achava que não ía ter competição, não conseguiu observar bem as baterias e se posicionou mal no mar.

Resultados Moche Rip Curl Pro Portugal (Round 2):

Heat 8: C.J Hobgood (USA) 12.43 def. Kai Otton (AUS) 6.17

Heat 9: Joel Parkinson (AUS) 12.00 def. Adam Melling (AUS) 7.70

Heat 10: Sebastian Zietz (HAW) 11.90 def. Adrian Buchan (AUS) 9.43

Heat 11: Kolohe Andino (USA) 14.43 def. Jadson Andre (BRA) 9.47

Heat 12: Michel Bourez (PYF) 11.17 def. Miguel Pupo (BRA) 10.83

Resultados Moche Rip Curl Pro Portugal (Round 3):

Heat 1: Filipe Toledo (BRA) 14.70 def. Mason Ho (HAW) 2.76

Heat 2: Kolohe Andino (USA) 13.06 def. Bede Durbidge (AUS) 10.43

Heat 3: Brett Simpson (USA) 13.54 def. Kelly Slater (USA) 8.06

Heat 4: Nat Young (USA) 16.67 def. Sebastian Zietz (HAW) 13.17

Heat 5: Joel Parkinson (AUS) 15.00 def. Matt Wilkinson (AUS) 14.60

Heat 6: Frederico Morais (PRT) 16.03 def. Mick Fanning (AUS) 14.40

Heat 7: Vasco Ribeiro (PRT) 14.36 def. Adriano De Souza (BRA) 11.80

Heat 8: Keanu Asing (HAW) 13.43 def. John John Florence (HAW) 13.16

Heat 9: Jeremy Flores (FRA) 17.26 def. C.J Hobgood (USA) 12.47

Heat 10: Italo Ferreira (BRA) 14.17 def. Ricardo Christie (NZL) 12.84

Heat 11: Michel Bourez (PYF) 13.17 def. Josh Kerr (AUS) 13.10

Heat 12: Gabriel Medina (BRA) 17.67 def. Caio Ibelli (BRA) 15.87

 

Resultados Moche Rip Curl Pro Portugal (Round 4):

Heat 1: Filipe Toledo (BRA) 19.00, Kolohe Andino (USA) 18.00, Brett Simpson (USA)  17.57

Heat 2: Frederico Morais (PRT) 14.96, Nat Young (USA) 14.50, Joel Parkinson (AUS) 7.43

 

Próximas baterias  Moche Rip Curl Pro Portugal (Round 4):

Heat 3: Vasco Ribeiro (PRT), Keanu Asing (HAW), Jeremy Flores (FRA)

Heat 4: Italo Ferreira (BRA), Michel Bourez (PYF), Gabriel Medina (BRA)

facebooktwittermail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *