Medina é nota 10 em Pipeline!

gabriel-medina-carregado-vencedor

Fotos: Divulgalção/ASP | Galeria: Reprodução

[divider type=”thin”][intro-text size=”25px”]Gabriel Medina tinha acabado de entrar na água para disputar as quartas de final em Pipeline. Ali, bem ao lado dele – em bateria simultânea pelo round 5 –, estava Mick Fanning contra Alejo Muniz (que já tinha despachado Kelly Slater).[/intro-text][divider type=”thin”]

Gabriel olhava para as ondas que tinha que pegar, para o relógio e para o lado, onde Fanning era derrotado por Alejo. Ele chora, levanta os braços e abraça Filipe Toledo (amigo e adversário nas quartas). Eles não sabem se surfam, se comemoram, se, se, se…

Na praia Charles Rodrigues – padrasto e seu maior incentivador –, se joga no mar. A praia inteira vai ao delírio e as cores verde e amarelo pintam as areais de Pipeline.

Gabriel sai da água durante sua bateria! Simples assim. O coração não aguentava mais, era a hora de sair, comemorar e soltar o grito e o choro presos na garganta: Gabriel Medina é o primeiro campeão mundial de surfe brasileiro!

gabriel-medina-campeao

“Eu estou muito feliz, tenho uma torcida muita grande aqui”, diz Gabriel ainda meio zonzo de tanta emoção. Perguntado sobre as críticas que recebeu,ele foi elegante: “eu não gosto de falar, prefiro surfar, é o que faço de melhor. Gosto de receber críticas porque aprendo e cresço com elas. Sim, ainda faço muitas coisas erradas (falando sobre manobras) e continuarei  fazendo”.

Não é a toa que ele é o melhor do mundo. Aos 20 anos Gabriel dá uma bela “lição” de surfe e humildade: venceu o título (inédito), fez final no Pipemasters contra Julian Wilson e fez um 10 em Backdoor – coisa que muitos “especialistas” julgavam impossível: calou todas as bocas!!!! Adorei! rs

gabriel-medina-na-agua

Voltando ao campeonato, Alejo Muniz , brasileiro e amigo de Medina foi o algoz em Pipeline dos dois maiores rivais de Gabriel. Derrotou  Kelly Slater e Mick Fanning. Alejo antecipou o título que o Brasil tanto sonhava. Nosso país nunca teve um campeão mundial de surfe. Foram mais de 30 anos de espera até esta sexta-feira (19.12) . O dia em que a espera chegou ao fim.

Gabriel fez tudo direitinho! Venceu por merecimento e não apenas por sorte. Foi o surfista mais constante da temporada, liderou durante quase todo ano o circuito mundial, bateu recórdes, criou manobras, teve foco e acima de tudo: simplicidade.

A família esteve presente o tempo todo ao lado do surfista: é a base de um talento indiscutível em competição e resultados!

Há pouco mais de quatro anos e meio, ele via Kelly Slater nas revistas e sonhava com o herói. Hoje, os dois se enfrentam nas melhores ondas do mundo e disputaram um título mundial. Gabriel tem 20 anos – seu aniversário é agora segunda-feira (22.12), Kelly tinha a mesma idade quando conquistou também sua primeira coroa.

[intro-text size=”25px”]Gabriel escreveu seu nome e o do Brasil na história do surfe e provou que uma onda de Maresias virou definitivamente tsunami mundial.[/intro-text]
[divider type=”thin”]
VEJA MAIS FOTOS DE GABRIEL MEDINA:

facebooktwittermail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *