Oi Rio Pro: Antes das pranchas entrarem em ação

Ítalo, Jadson, Guigui e Alex
                                                                            Ítalo, Jadson, Guigui e Alex

Dia das Mães, upgrade em equipes e a coletiva pré-evento. Os dois dias que antecederam o início da janela de espera do mundial de surfe no Rio de Janeiro foram intensos. Na verdade a intensidade permeou todo o evento e dias seguintes – inclusive quando a competição estava “off”.

Apesar da vitória de John John –  ele mereceu, fez bonito, mas todo mundo queria um brasileiro naquele posto do pódio -, à etapa 2016 da perna brasileira teve muito alto astral. Para mim foi uma das melhores que já participei como mídia no Brasil. Muita gente pode até discordar mas acho que mesmo com os desfalques australianos e de Kelly Slater, polêmicas, qualidade da água, lesões em algumas estrelas da nossa seleção, idas e vindas até Grumari e a chuva – este é o ano do Brasil no Tour, do Brasil duplamente campeão do mundo. É a fase de maior amadurecimento do esporte, logo acho todos esses, motivos de sobra para celebrar! Foi especial.

Estive no Rio à convite da ESPN para à cobertura ao vivo e especial do evento, e a partir de hoje conto aqui os detalhes dessas duas INTENSAS semanas. Para começar um pouco do que nossos ídolos falaram antes das pranchas entrarem na água. Pelo conteúdo das falas você vai comprovar o que eu disse: o surfe brasileiro está mais maduro e todo mundo ali sabe exatamente onde está e onde quer chegar!

Boa ondas 🙂 !

facebooktwittermail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *